Mães e crianças no Tribunal de Contas

Nesta quarta, dia 7 de agosto, fizemos nosso encontro de mães e crianças no Tribunal de Contas.


Infelizmente muitas famílias precisaram cancelar de última hora. A gente bem sabe como é difícil sair com as crianças.


Neste encontro tivemos os registros feitos pela Fernanda, que foi nossa fotógrafa voluntária deste evento.

E tivemos a participação de integrantes do Projeto Juntos Somos Um.


Fomos recebidas pelo João na Escola de Contas, o auditor que conhecemos na audiência do Uniforme (veja o relato neste link).


Fomos conhecer a plenária, onde presenciamos a atuação dos conselheiros do Tribunal de Contas.

O presidente João Antonio agradeceu a presença do Ocupa Mãe e do Juntos Somos Um na sessão plenária.


As crianças deram tchaus fofinhos para os conselheiros.

Plenário do Tribunal de Contas

Depois fomos ao auditório onde assistimos diversas apresentações das auditoras e dos auditores do TCM sobre as escolas públicas municipais. Uma apresentação feita com muito amor em empatia, cheia de desenhos fofos para as crianças entenderam o que se passava.

Início da apresentação dos auditores

As auditoras Silvia, Roberta e Bárbara

E as crianças super felizes em estarem sendo ouvidas:

- Quem aqui vai em escola pública?

- Quem aqui come merenda escolar?


E os pequenos e os adolescente levantavam a mão.



A imagem abaixo mostra a tabela com as respostas do alunos sobre o porque de não comerem a merenda: 30% dos alunos não gostam da merenda.

Slide com o conteúdo das auditorias que os auditores fazem nas escolas

As auditoras e auditores passam um questionário para os alunos das escolas públicas que participam da auditoria.

Lígia e Maria Eduarda analisam o questionário que é preenchido por alunos que participam da auditoria

Nos chamou a atenção a informação de que é previsto no edital a oferta de até 27 frutas para as crianças. Porém, os auditores avaliaram que apenas foram ofertadas 13 frutas.

Nossa percepção, como mães de crianças da rede pública, é que as frutas se repetem com muita frequencia. Geralmente é banana, maça, mamão, abacaxi, melancia, laranja e melão. Raramente tem uva, caqui, mexerica..


Uma alimentação variada permite que as crianças tenham contato com mais nutrientes, além de estimular que no solo sejam plantados alimentos mais diversos.


Um cardápio de alimentação escolar mais variável atende diversas ODS como a ODS 2 que fala sobre melhorar a nutrição e promover a agricultura sustentável, ODS 8 pois estimula os pequenos produtores, responsáveis pelo plantio dos alimentos, ODS 12 que fala sobre redução de desperdício de alimentos e consumo sustentável e a ODS 15 que fala sobre o desmatamento, pois a atual oferta repetitiva de carnes, ovos, leites e derivados estimula o plantio de soja e a pecuária, maiores responsáveis pelo desmatamento.


Outro item que os auditores explicaram é que pelas regras atuais (edital vigente), as empresas terceirizadas responsáveis pela alimentação em algumas escolas públicas, são pagas pela comida servida.

Uma alternativa que as terceirizadas tem é de montar pratos com as medidas exatas estabelecidas em contrato. O prato tem que ter EXATAMENTE o peso definido em contrato. E cada prato servido é pago para a terceirizada. Se a criança deseja comer apenas o feijão, neste modelo ela recebe um prato com TODAS as outras comidas. As professoras relatam que geralmente as crianças pegam o prato, jogam a verdura no lixo, e se sentam para comer o arroz com feijão e a carne.


Uma outra alternativa, que a gente como mãe ama pois estimula a autonomia das crianças, é a opção da criança se servir com o que quer. A comida é disponibilizada numa panela ou numa travessa aquecida, e é pesada numa balança. Ao fim do processo, é contabilizado quanto de comida foi servido. A criança que só quer comer feijão, se serve apenas de feijão. Não há desperdício de alimento e nem de dinheiro público, pois só é pago o que as crianças ingeriram e não o que foi feito e foi pro lixo.

Essa alternativa também promove as ODS 12, pois diminui o resíduo, e a ODS 16, pois promove políticas públicas mais eficazes.


Maurício Piragino a esquerda, diretor presidente da escola de contas

Essa somos nós do Ocupa Mãe

Estamos radiantes com o encontro de hoje.


Esperamos fazer mais encontros como esse em breve.


Nomes dos Auditores:

Coordenaram as atividades de visitação dessa manhã os auditores Adriano Doto, Barbara Popp, João Lima, Silvia Matsumoto e Pamella Gomes, da Coordenadoria II; Roberta Barbosa, da Subsecretaria de Fiscalização e Controle; Flávio Berto, da Coordenadoria Administrativa; além do apoio do Cerimonial e da presidência do TCMSP.


Links relacionados:

Post no facebook do Tribunal de Contas

“Movimento Ocupa Mãe” e ONG “Juntos Somos Um” conhecem o TCMSP


#ods #ocupamãe #mãesdaescolapública #mãesnapolítica

360 visualizações